SIMBÓLICO OU DIABÓLICO ?

Qual é o oposto de simbólico?
Já pensou que etmologicamente SIMBÓLICO e DIABÓLICO são seus opostos?
Do grego “DIÁBOLOS” em resumo significa “aquilo que desune ou que separa”, enquanto que “SÍMBOLO” faz uma síntese de conceitos, reúne num único “significante” vários “significados”, desta forma, “diábolos” realiza o inverso, desfaz ou esmiúça os vários significados de um significante – ou seja, faz uma análise.
O simbólico faz a reunião de diversos conceitos em um signo e facilita representar a ideia, mas pode ocultar a compreensão de todas as possibilidades daquele conceito, age como se fosse um véu a encobrir o verdadeiro significado.
O diabólico no entanto, busca detalhar o conjunto conceitual expresso pelo símbolo, como se buscasse eliminar a compreensão subjetiva representada no símbolo e revelar os detalhes dos conceitos individuais utilizados.
Ao pensar nos 1000 anos de obscurantismo da cultura cristã, onde o padrão estabelecido era por não revelar, não esmiuçar, não investigar e não divulgar, é compreensível imaginar porque o diabólico ficou tão temido. Assim também o “DIABO” foi apresentado como símbolo deste conceito e passou a estar associados à ciência, à filosofia, ao livre pensar…
Entender, detalhar, pesquisar e analisar símbolos é diabólico.  Se os sonhos falam através de símbolos, então, por silogismo, o analista é o próprio diabo.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat