ESTAMOS EVOLUINDO ?

O progresso tecnológico nos tem apenas suprido de meios mais eficientes para regredirmos“, esta é uma das afirmações no livro “O Despertar do Mundo Novo” de Aldous Huxley, depois do autor ter considerado invenções e avanços da sociedade no início do século XX, tais como:

  • Com o advento dos automóveis previu um declínio nas relações entre a vizinhança em toda extensão do território americano, pois as pessoas com seus Fords e Chevrolets deixam de lado os encontros pessoais, buscam resolver suas questões nas grandes cidades. Com este enfoque, alertou para o êxodo rural; o crescimento desproporcional das grandes cidades; o desaparecimento e empobrecimento dos pequenos lugarejos; a busca crescente por mão de obra especializada nos grandes centros, entre outros;
  • Com o advento do telefone fazer ligações é mais rápido, fácil e barato, evitando deslocamentos e consequentemente os encontros pessoais;
  • Com o advento do rádio, as pessoas deixam de conversar. Previu um tempo em que as rádios transmitiriam programas específicos para cada faixa etária, gostos e culturas, de forma que as pessoas dentro de uma mesma casa reunir-se-ão conforme seus interesse, sendo um forte potencial para agravar as relações conjugais e entre gerações.

Estes são apenas alguns dos pontos que justifica a regressão provocada pelo progresso tecnológico, da época classificada por ele como “Século da mentira organizada“, quando observou os conceitos e efeitos da propaganda, que nem era tão forte na época.

O que será que ele diria hoje sobre as alienantes TVs individuais? Os fones de ouvido? Os celulares e games? A Internet? E dos caçadores de “Pokemons” a atravessar as ruas?

Realmente o mundo mudou muito, ninguém mais brinca na rua, visitar a vó é coisa chata, fazer as refeições todos juntos e sem TV é constrangedor, as conversas por mensagens e infinitas mais.

Até que ponto é possível concordar com Huxley?


Imagem: https://pixabay.com/static/uploads/photo/2016/08/05/09/27/hand-1571849__180.jpg

Deixe uma resposta

WhatsApp chat