ENTÃO, O QUE É UM PSICÓLOGO

Se usarmos o método de comparação, para encontrar uma semelhança que sirva para melhor entendimento, psicólogo é como um fisioterapeuta de cérebros.

A pessoa que inicia um processo fisioterapêutico deve entender que a fisioterapia não é um ato único, que é preciso várias sessões de trabalho para se obter resultados e que também é esperado um trabalho da sua parte, sem o qual nada acontece, por melhor que seja o fisioterapeuta.

Pois bem, em Psicologia é a mesma coisa, só que estamos falando de um órgão especial chamado cérebro. O cérebro é o nosso comando central para tudo, e se existirem componentes que se desregulam de alguma forma e iniciem um funcionamento diferente do natural, então o cérebro tem de ser conduzido de volta a um funcionamento de equilíbrio, e a psicoterapia é uma forma eficaz de fazer este treino.

E como se treina o cérebro?

Manter a massa cinzenta saudável é importantíssimo para atenuar ou mesmo evitar algumas doenças causadas pela falta de atividade cerebral, e também tem resultados significativos a curto prazo. Aprendizagem, memória, coordenação motora, foco.

Assim como nos treinos voltados ao corpo, observar com cuidado a alimentação é o ponto de partida para garantir o efeito dos exercícios. A ligação entre dieta de qualidade, deficiências nutricionais e saúde mental, inclusive, foi tema de um estudo publicado na revista científica Lancet. Feito pela Universidade de Melbourne e pela Universidade Deakin, o trabalho mostra que, além de remédios, alguns nutrientes são essenciais para manter o cérebro em forma e até evitar o aparecimento de algumas doenças.

E muito frequentemente o que o leva as pessoas ao consultório de psicologia, no fundo, tem uma representação física e o resultado do trabalho terá um impacto físico, especificamente, a situações de ansiedade, depressão, perturbações do comportamento alimentar, e mais algumas condições.

Mas existem outros ramos de trabalho, em que o enquadramento é diferente, como por exemplo, a terapia de casal e familiar. E há toda uma ramificação de trabalho em Psicologia que se baseia não em corrigir algo que esteja “mal”, mas em fortalecer o que está “bem”, ou seja, um trabalho ao nível do desenvolvimento pessoal.

Diante da complexidade humana, várias escolas foram desenvolvendo teorias e métodos particulares, especificando sua forma de abordar o ser humano e suas questões, mas independente do caminho escolhido, todas tem como objetivo a saúde do ser humano.

Pensando nisso, Vença o medo ou a vergonha, e fale com alguém, amigo, parceiro, psicólogo. Não tenha receio de perguntar a si próprio: será que preciso de ajuda?

 

Texto baseado nos sites: Cuidar do Ser e Oficina de Psicologia
Imagem: freeimages – shiny-brain-1150907

Deixe uma resposta

WhatsApp chat