Aposentadoria, viva!!!

“Tô loquinho pra me aposentar.
Sair dessa vida”.

Muitos colegas e diversas outras pessoas vem falar comigo, às vezes puxando assunto assim, do nada, e vão trazendo conversas deste tipo. Acho bem legal e invariavelmente incentivo, afinal, “sair daquela vida” de tantos anos talvez seja mesmo importante e urgente.

Sabe, escuto muita gente contando das diversas formas, como fica batendo pregos pra manter um CNPJ funcionando e crescendo, enquanto ele, o sujeito (CPF), passa trocando de carro, comprando camisa e pagando boleto.
Digo:
“Sim.”
“Legal.”
“Ótimo.”
“Saia dessa vida, confirmo”.

Mas curioso pergunto:
“Tem algum projeto?”
“O que você quer fazer?”
“Qual é o plano?”

Quando a resposta vem dizer: “Nada. Apenas me aposentar.” Penso então: “Este sujeito ainda não se deu conta, mas escolheu viver morrendo o resto de seus dias”.

Procuro então incentivar:
Não pare ainda…
Pense num projeto…
Veja o que consegue fazer…
Do que você abriu mão pra trabalhar do jeito que trabalhou?
Quantos sonhos deixou pra trás?

Às vezes alguém escutar, às vezes tenho chance de marcar um café, só pra bater um papo, jogar conversa fora. Também aprendo muito com eles. Alguns até continuaram, pra só depois trocar o trabalho por uma atividade com a qual sempre sonharam, e pra estes, penso que como disse o poeta: “…quem sabe a morte, angústia de quem vive…” venha assim lhes encontrar vivendo. Assim, a morte, satisfeita com o que vê, fica com dó de levar quem está feliz e espere mais um pouco.

“Sei lá!”
“ Não tenho medo de morrer”
“Só não quero agora”
Então, com licença, vou me divertir e brincar mais um pouco, não quero que a morte se confunda e pense que estou triste aqui agarrado neste teclado.

Deus te abençoe.
Divirta-se.

José Nauiack - Julho de 2019
Imagem: senior-2642041_1920 - pixabay
WhatsApp chat