DESEQUILÍBRIO EMOCIONAL

O desequilíbrio emocional é caracterizado pelas alterações de humor e facilidade em “sair do eixo” diante de fatos negativos e imprevistos. As responsabilidades diárias, a sobrecarga profissional, os relacionamentos amorosos, as frustrações e a necessidade de se adequar aos padrões impostos pela sociedade são alguns fatores que podem causar sérios desequilíbrios.

SINTOMAS

Problemas para se concentrar – Pode fazer com que a pessoa viva em um “mundo paralelo” e apresente grande dificuldade de manter o foco. A falta de concentração para executar tarefas rotineiras é uma das grandes causadoras da improdutividade.

Irritabilidade – Pessoas emocionalmente desequilibradas não conseguem lidar com as situações adversas da vida com serenidade. Por isso, ao lidar com situações que pareceriam normais aos olhos de qualquer pessoa, esses indivíduos ficam irritados e exaltados.

Descontrole – Em conjunto com a irritabilidade está o descontrole. Quem está emocionalmente desequilibrado deixa as emoções falarem mais alto do que a razão e tomam atitudes que seriam moralmente questionáveis — como arrumar briga no trânsito, por exemplo.

Insônia – Quem sofre com um desequilíbrio emocional tende a passar noites em claro. Porém, mesmo que tentem usar esse tempo acordado para fazer algo produtivo, este indivíduo não consegue fazer nada por conta do cansaço que está sentindo.

Dores – O aparecimento de dores físicas é uma das primeiras manifestações do desequilíbrio emocional. A dor de cabeça é o principal sintoma, aparecendo na maior parte dos diagnósticos de desequilíbrio emocional. A dica é praticar atividades físicas e exercícios de respiração e relaxamento e manter uma alimentação balanceada, conciliando a vida profissional com a pessoal.

QUATRO DICAS PARA SUPERAR O DESEQUILÍBRIO EMOCIONAL

Trabalhe as causas – Pode ser o excesso de trabalho, problema pessoal ou de saúde. Somos tendenciados a esconder problemas e fazer de conta que nada está acontecendo. Tente descobrir o que está te deixando com o emocional abalado e encontre alternativas.

Mantenha sua autoconfiança – Não permita que seu estado de desequilíbrio emocional abale sua autoconfiança. Não associe o problema emocional com o seu potencial profissional, suas qualidades e talentos. Você é um profissional que está passando por um problema que precisa ser resolvido. Encontre forças necessárias para isso.

Esteja no controle de suas emoções – Seus colegas de trabalho não têm culpa de seu estado emocional, portanto, controle suas emoções. Cuidado para não “soltar os cachorros” no colega de trabalho. Domine a raiva, a tristeza ou qualquer reação que te faça agredir injustamente o colega ou equipe.

Tente ser otimista – Ninguém gosta de estar ao lado de pessoas negativas, que reclamam o tempo todo. Pessoas negativas geram ambientes negativos. Se você está sempre com pensamentos negativos, isso vai piorar ainda mais o quadro emocional. Tente pensar positivo e emanar energias positivas para o universo. Seu emocional irá agradecer.

Fonte: José Roberto Marques para IBC Coaching
Imagem: Pexels
WhatsApp chat