'

Conta-se que uma mulher vivia sozinha e muito se lamentava de solidão e nenhuma companhia.    Ninguém jamais aparecia em sua casa. Certa manhã chovia muito, e alguém bateu à sua porta: era um pequeno homem, tremendo de frio, molhado da cabeça aos pés. Vendo o visitante tão inesperado, imediatamente mandou-lhe que entrasse. Ali, com as

Damos muitos remédios às pessoas, tem muita tristeza comum sendo tratada com medicação como se fosse depressão”, diz Tanya Luhrmann, antropóloga da Universidade de Stanford, nos EUA. Perdemos tanto tempo de nossas preciosas vidas com coisinhas, valorizando situações ou pessoas que não merecem, que, se fizéssemos um balanço, veríamos o quanto de horas, dias e

WhatsApp chat